Bancários

Sindicato de Maringá e Região

CONTEC
19° MIN 34° MÁX MARINGÁ
Seu Banco:


08/02/2018

Assembleia no Sindicato aprova manutenção da contribuição sindical

Em assembleia realizada nesta quinta-feira, dia 8, na Sede Campestre do Sindicato, foi aprovada, por ampla maioria, a manutenção da contribuição sindical. 

Na abertura dos trabalhos, o presidente Claudecir de Souza expôs as razões para a defesa da contribuição sindical, enfatizando a importância do recurso para a manutenção do próprio sindicato e toda a luta realizada em favor dos trabalhadores, bem como a manutenção de todo o sistema sindical, pois parte dos recursos é direcionada à Federação dos Bancários, à Confederação, Central Sindical, além de percentual para o Governo Federal.

Claudecir de Souza destacou ainda que, com a Reforma Trabalhista, houve a tentativa de se acabar com esta contribuição, pois o objetivo do legislador era exatamente enfraquecer o movimento sindical e com isso fortalecer a  classe patronal. "Mas a nossa diretoria tem ido para dentro dos bancos, expondo a situação, esclarecendo todas estas artimanhas e o resultado desta assembleia demonstra que a categoria tem entendido a nossa mensagem", aponta. 

Para a realização da assembleia foram  cumpridos todos os trâmites legais, como a publicação de edital nos dois jornais de maior circulação em Maringá, durante três dias consecutivos, em dois jornais editados pela própria entidade sindical, além dos meios eletrônicos e feita ampla divulgação nas agências bancárias, convocando toda a categoria bancária dos bancos públicos e privados.




06/02/2018

Lucro do Itaú cresce 10% em 2017 e atinge R$ 24 bilhões



Resultado do banco bateu R$ 24 bilhões, puxado por redução de despesas com provisão para crédito de liquidação duvidosa. (Karina Trevizan)
O Itaú Unibanco fechou 2017 com lucro líquido de R$ 24 bilhões, o que representa um aumento de 10,7% na comparação com o ano anterior. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (5).

Segundo o banco, o resultado foi puxado por menos gastos com provisão para crédito de liquidação duvidosa, o que compensou a redução da margem financeira da empresa - ou seja, o banco precisou reservar um montante menor para cobrir eventuais empréstimos com pagamento em atraso.

O ano foi marcado por aumento de 0,4% na carteira de crédito do Itaú Unibanco, atingindo os R$ 564 bilhões. Na apresentação de resultados, a empresa destacou o aumento na demanda por crédito de veículos.

“A economia brasileira já mostrou sinais de recuperação. A retomada da atividade econômica e dos índices de confiança do consumidor impulsionaram aumento na demanda por crédito. Em 2017, foram concedidos 12% mais créditos para pessoas físicas que em 2016 e 14% mais créditos para micro, pequenas e médias empresas”, afirmou em nota Candido Bracher, presidente executivo do Itaú Unibanco.

Melhora na inadimplência
O banco apontou que, no final de 2017, foi verificada uma melhora nos índices de inadimplência em relação ao ano anterior.

O índice de inadimplência medido por créditos vencidos há mais de 90 dias apresentou melhora de 0,4 ponto percentual, passando de 3,4% para 3,0%. Em 12 meses, a inadimplência de pessoas físicas no Brasil apresentou melhora de 0,8 ponto percentual, caindo de 5,6% para 4,8%, registrando a sétima melhora trimestral consecutiva ao final de dezembro.

Ainda de acordo com os dados da empresa, no mesmo período, foram observadas reduções de 1,2 ponto percentual da inadimplência de micro, pequenas e médias empresas (de 5,8% para 4,6%) e de 0,3 ponto percentual da inadimplência de grandes empresas (de 1,3% para 1,0%).

Compra do Citibank 
Em 2017 ocorreu a aquisição das operações de varejo do Citibank pelo Itaú Unibanco. Com isso, o banco ganhou R$ 8,6 bilhões em ativos. Desse total, R$ 6,2 bilhões se referem a carteira de crédito.

O negócio rendeu ainda ao Itaú Unibanco R$ 4,8 bilhões em depósitos e uma base de cerca de 300 mil clientes. (Fonte: G1)



06/02/2018

Com Itaú, lucro dos bancos deve avançar 20% em 2017


Em balanço a ser divulgado nesta segunda-feira, o lucro do Itaú deve subir 7% na comparação com o 4º trimestre de 2016, para 6,24 bilhões de reais

Depois de Santander e Bradesco chegou a vez de o maior banco privado do país publicar seus resultados do quarto trimestre, nesta segunda-feira.

O lucro do Itaú deve subir 7% na comparação com o quarto trimestre de 2016, para 6,24 bilhões de reais. A melhora no quarto trimestre deve seguir a toada do ano: uma redução das despesas com provisões para calotes no crédito.

O Santander apresentou uma forte alta de 38,4% no lucro do quarto trimestre, que foi de 2,75 bilhões de reais. O lucro do banco no ano chegou a um recorde de 9,95 bilhões de reais.

O Bradesco teve um aumento de 10,9% no lucro, para 4,86 bilhões de reais. O banco, no entanto, decepcionou com as provisões contra calotes, que subiram 21%, indo contra a tendência do setor.

Se os resultados do Itaú e de outros bancos vierem como o esperado, o lucro dessas instituições deve ter crescido cerca de 20% em 2017, após uma queda de quase 20% em 2016 na comparação com 2015.

Ou seja, os eficientes bancos brasileiros conseguiram sair da maior crise econômica da história do país com a saúde financeira inabalável.

Para 2018, o desafio é manter o ritmo de crescimento, com uma estratégia já voltada para um ano de expansão econômica com menos inflação e menor taxa de juros.

O banco BTG Pactual estima um crescimento de 11% no lucro dos bancos brasileiros em 2018. Isso porque a margem financeira dos bancos está ficando mais baixa com a queda na Selic.

Para compensar, as instituições precisam acelerar a retomada na concessão de crédito. Para lucrar mais em 2018, não vai dar para ficar parado. Dinheiro para investir não há de faltar. (Fonte: Exame)



05/02/2018

Por que sou sindicalizado?

Para responder a esta pergunta, verifique tudo o que o seu Sindicato faz por você


Talvez, na correria diária, você não tenha parado para pensar na razão pela qual você é filiado ao nosso Sindicato. Talvez você nem tenha a dimensão exata da importância de uma entidade sindical e de tudo o que ela faz por você. 
Para começar o sindicato é o principal instrumento na defesa dos seus interesses diretos e indiretos. E o Sindicato de Maringá é um dos mais respeitados e atuantes do Brasil. Está presente em todas as frentes de negociação, em todas as batalhas travadas diariamente na defesa dos trabalhadores. 
Entre outras ações, nosso Sindicato é responsável pela realização da campanha salarial, da organização de greves (quando necessárias), atua em seu nome nas negociações salariais.

CHAMEM O SINDICATO
 Além disso, quando há qualquer problema, qualquer demanda em sua agência, quem é acionado? O Sindicato. Seja para atuar diante de uma arbitrariedade de um gestor, seja para cobrar solução para um problema com ar condicionado, entre tantas outras demandas que mobilizam diariamente a nossa entidade. Basta verificar que temos em nossa base mais de 120 agências bancárias, cada uma com suas demandas.
Também há as inúmeras ações coletivas, pleiteadas contra os bancos, em favor dos sindicalizados, pelo nosso departamento jurídico.

MOBILIZAÇÕES
O Sindicato está presente também nas grandes mobilizações em favor de direitos e pela cidadania. Mantém pressão cerrada, junto a sua confederação e central sindical em Brasília, na luta incessante para se evitar perdas de direitos e tantas outras manobras patronais para prejudicar os trabalhadores. 
É o sindicato quem realiza as homologações, quem defende e dá suporte para uma reintegração, quando o trabalhador é demitido durante período de tratamento médico, por exemplo, quem acompanha casos específicos relacionados a saúde, INSS etc.

BENEFÍCIOS
E para os sindicalizados há outros benefícios, como preço de custo para utilização da sede campestre, tanto de quiosques quanto do salão, que passou por ampla e moderna revitalização.
Os bancários sindicalizados recebem ainda uma agenda anual, confeccionada pelo Sindicato a custo praticamente zero para a entidade, brindes durante datas específicas como dia do bancário e da mulher.
É bom lembrar ainda de benefícios como a vacinação, descontos em cursos como CPA 10 e CPA 20 etc.
 Portanto, quem não é sindicalizado, está esperando o quê. O Sindicato é seu, e atua sempre a seu favor. Se você é sindicalizado, você estará ajudando a fortalecer ainda mais a sua entidade, dando mais respaldo na defesa dos seus próprios interesses e tendo acesso a inúmeros benefícios que só os sindicalizados podem acessar.

O QUE FAZ O SEU SINDICATO

Em resumo, os sindicalizados possuem, entre outros benefícios, tais como:

podem integrar todas as ações coletivas impetradas pelo Sindicato;

podem usufruir dos resultados de todas as conquistas alcançadas pela entidade;

têm inúmeros convênios a sua disposição, com descontos diferenciados;

possuem condições e preços diferenciados para uso da sede campestre para eventos particulares;

recebem agenda elaborada pelo Sindicato;

podem acionar a qualquer momento assessoria jurídica do Sindicato;

tem prioridade na vacinação.




01/02/2018

Segunda parcela da PLR do Bradesco será paga dia 09/02



Após contatos do movimento sindical com a direção do Bradesco reivindicando o pagamento da PLR antecipado ao prazo final previsto na CCT, o banco confirmou, na tarde desta quarta feira (31), o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) para sexta-feira 09/02. 

O pagamento da PLR para todos os bancários está previsto na Convenção Coletiva de Trabalho assinada em 2016 e válida até 2018.



01/02/2018

A QUEM INTERESSA O ENFRAQUECIMENTO DO MOVIMENTO SINDICAL?

Os sindicatos são a voz e a vez dos trabalhadores. É quem luta, defende, atua por melhores condições de trabalho, de salários, de direitos e benefícios para a classe trabalhadora. E quanto mais forte, mais representativo, maiores são as chances de fazer o enfrentamento de fato às manobras patronais na tentativa de se reduzir direitos, cortar salários, aumentar a jornada.


 Portanto, a tentativa de enfraquecer o movimento sindical, que está em curso, só interessa ao patrão, ao político corrupto, que está a serviço das entidades patronais. Os ataques aos sindicatos, que ganharam fôlego com a alçada de Michel Temer ao poder, pois este atua visivelmente a serviço da classe patronal, tem como finalidade prejudicar a ação de quem realmente está na defesa dos trabalhadores.


E você, caro bancário, não se engane. Qualquer ataque ao seu Sindicato é também um ataque diretamente a você, aos seus direitos. Afinal, nossa luta é por seu salário, seu vale refeição, sua PLR, seu plano de saúde, seu direito a aposentadoria, entre outros.


Por isso, contribuição, participe. Faça sua parte. Fortaleça o seu sindicato. 


Leia mais nesta edição do Jornal Divulgação Bancária, que pode ser acessado neste site.



31/01/2018

Edital de convocação assembleia dia 08-02 - contribuição sindical

Edital publicado nos jornais O Diário do Norte do Paraná e Jornal do Povo, nos dias 26, 27 e 28 de janeiro de 2018, conforme determina a legislação vigente. 


31/01/2018

SINDICATO ATENTO À REESTRUTURAÇÃO DO BB

O Sindicato vem se posicionando contra a reestruturação do Banco do Brasil, proposta pela diretoria da instituição. “Somos contrários a esta reestruturação da forma como foi apresentada, pois apenas prejudicará ainda mais o atendimento a clientes e usuários, sobrecarregando o quadro remanescente. Além disso, isso não passa de uma tentativa de sucatear a instituição, como é a vontade deste Governo entreguista, que está aí a serviço do mercado financeiro”, critica o diretor Odilon Carlos de Oliveira.

O PROGRAMA

Na primeira semana de janeiro deste ano, o BB anunciou o Programa de Adequação de Quadros (PAQ), programa que amplia o processo de esvaziamento do BB, incentivando a transferência compulsória e desligamento incentivado de funcionários, além do corte de mais de 1.200 caixas, que pode prejudicar ainda mais o atendimento nas agências. Sem aviso prévio ou debate com a classe trabalhadora, o PAQ é uma continuidade da reestruturação que o Banco do Brasil vem sofrendo desde o final de 2016.

 

Com a reestruturação, cerca de 400 agências já foram fechadas e 10 mil postos de trabalho foram perdidos no Brasil. Agora, com o PAQ, serão perdidos mais postos de trabalho e isso também prejudica a população, pois com menos funcionários, o tempo de espera nas filas aumenta, o atendimento é precarizado e os funcionários acabam ficando sobrecarregados.

Por isso, o Sindicato continuará mobilizado contra esta reestruturação, agindo principalmente junto à Confederação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito (Contec), que vem atuando em Brasília para tentar reverter a situação.



31/01/2018

Funcionamento dos bancos no carnaval 2018


Na segunda-feira 12 e terça-feira 13 do Carnaval 2018, não haverá atendimento ao público. As agências bancarias voltam a funcionar no dia 14 de fevereiro na quarta-feira de Cinzas, em horário especial das 12:00h às 15:00h. (Fonte: Febraban)



26/01/2018

Atenção bancários: CPA 10 e CPA 20 com 20% de desconto



 

Estão disponíveis, com desconto de 20%, para bancários sindicalizados, curso preparatório para CPA-10 e CPA-20. O treinamento será realizado pela JF Cursos, com o professor Nelson Guerra, responsável por alto índice de aprovação nos testes da Anbima.

 

CPA 10 

Data do curso:  30/01/18 (terça), 31/01, 01/02, 02/02, no período noturno, das 19h às 22h30, e no sábado (03/02), das 8h às  13h50.

              

CPA 20

 Em fase de montagem de turma.




INVESTIMENTO

CPA - 10

3 X 160,00

450,00 à vista

20 % DE DESCONTO PARA SINDICALIZADOS

 

CPA – 20

630,00 3 X 210,00

600,00 À VISTA

20 % DE DESCONTO PARA SINDICALIZADOS

 

  





JF CURSOS - CURSOS PREPARATÓRIOS, CONSULTORIA ACADÊMICA E REFORÇO ESCOLAR.

 

Endereço: RUA VEREADOR JOAQUIM PEREIRA DE CASTRO, 25 A

FONES: (44) 3023-4900

(44) 99831-0342

www.jfcursos.com.br



Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | Próxima






Travessa Guilherme de Almeida, 36 - 1º andar
Centro - CEP 87013-150 - Maringá/PR

Fone (044) 3227-2955 - Fax (044) 3031-2965

2015 - Sindicato dos Bancários de Maringá e região - Todos os direitos reservados.