skip to Main Content

Aldi Cesar Mertz – Presidente de 1982 a 1991

Fui presidente em três gestões de 1982 a 1991. Foi um período de muitas mobilizações e greves da categoria. Havia os acordos coletivos separados para o Banestado, Banespa e bancos privados. Em 1983 assinamos o primeiro acordo coletivo com o Banco do Brasil. Em 1986, após muitas lutas, a Caixa Econômica Federal passou a integrar a categoria bancária e a principal conquista foi a redução da jornada de trabalho de oito para seis horas.

A movimentação era intensa, pois havia as mobilizações e greves no conjunto da categoria e as isoladas em cada segmento para questões específicas.

O Sindicato dos Bancários de Maringá, desde sua fundação, em 1957, sempre foi muito atuante.

Para se ter uma ideia, na minha gestão já em 1984 tínhamos uma mobilização e organização para a greve, porém o mesmo não ocorria em outros centros, especialmente nas capitais. Neste ano, quase 2 mil bancários atenderam a convocação do sindicato e lotaram o auditório D. Guilhermina na avenida Tiradentes e a palavra de ordem era uma só “Greve”. Porém, sabíamos que não havia mobilização a nível nacional. Não podíamos levar a categoria a aventura de uma greve isolada.

Propusemos então uma grande passeata pela avenida Getúlio Vargas que culminou na praça Raposo Tavares com um grande foguetório de comemoração. Foi a primeira passeata de bancários após o golpe de 1964. Esta mobilização teve repercussão nacional. Em razão disso, o nosso Sindicato foi eleito pelos demais sindicatos no Brasil para compor a Comissão de Negociação com os banqueiros, posição ocupada até hoje.

Em 1985, aconteceu a primeira greve nacional dos bancários que durou três dias.

Já em 86, com o Plano Cruzado, a categoria passou por momentos de angústia com a demissão em massa de bancários. O Sindicato teve grande atuação com manifestações e a operação “Fecha Bancos por Demissão”.

Nos anos seguintes, até o final da minha gestão em 1991, a tônica sempre foi a mesma. Muita mobilização e greves unitárias e isoladas por cada segmento bancário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top