skip to Main Content

AUMENTO REAL: INPC + 1% ESTÁ GARANTIDO

AUMENTO REAL: INPC + 1% ESTÁ GARANTIDO

A correção da inflação (INPC) mais 1% de ganho real nos salários e em todos os tíquetes está garantido neste ano, graças ao acordo fechado em 2018, válido por dois anos.
“É lógico que lutamos por mais, nossa categoria merece muito mais que isso. Mas, avaliando os resultados obtidos pelas demais categorias que fecharam acordo neste primeiro semestre, podemos afirmar: saímos vitoriosos”, aponta o presidente Claudecir de Souza.
A maioria dos segmentos de trabalhadores sequer conseguiu repor a inflação dos últimos 12 meses. Além disso, em muitas negociações, houve redução de valores ou cortes em outros benefícios, como tíquetes.
A classe empresarial está mais fortalecida, graças aos lobbies formados no Congresso e no Governo. Prova disso é a aprovação de medidas favoráveis aos patrões – e contra os trabalhadores – como a lei das terceirzações, a reforma trabalhista, MP da Liberdade Econômica, entre outras.

CAMPANHA VITORIOSA – Diante deste quadro, se no ano passado já enfrentamos grande dificuldade para fechar nosso acordo, com certeza neste ano seria bem mais difícil.
“Aquela campanha salarial de 2018, embora não tenha ocorrido greve, foi uma das mais difíceis devido a todos as condições favoráveis aos bancos para impor retrocessos. Mas conseguimos manter quase a totalidade de nossas conquistas históricas, além do ganho real naquele e neste ano.”

REIVINDICAÇÕES DESTE ANO -Tendo garantido o ganho real, mais a manutenção de demais cláusulas da CCT, agora o movimento sindical irá negociar outras questões, como condições de trabalho.
“Sem dúvida o bancário vive hoje a angústia do temor à demissão e a pressão por metas e resultados. Por isso, vamos à mesa com os bancos discutir estes temas”, aponta o presidente. “Todo o movimento sindical bancário nacional está fechado em torno disso. Precisamos buscar uma solução. Vamos trabalhar para isso.”

PARTICIPE – Os bancários também podem contribuir com esta campanha salarial, enviando suas dúvidas e sugestões para e-mail [email protected]

 

MAIORIA DAS CATEGORIAS TEM PERDAS

 

Enquanto os bancários irão garantir 1% de ganho real nos salários, além da inflação do período, pela primeira vez em pouco mais de três anos, os reajustes salariais das categorias que possuíam data-base no primeiro semestre deste ano perderam da inflação, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).
Apenas 20% das negociações tiveram aumento real, ao passo que 55,7% resultaram em reajuste abaixo da inflação, por exemplo, nos acordos nesgociados em maio. Segundo a Fipe, a queda nos salários teve início em 2013 e vieram ganhando força, sobretudo após a aprovação da reforma trabalhista.
Para as categorias que negociam no segundo semestre deste ano, a situação deve ser ainda pior, com o agravamento das perdas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top