skip to Main Content

BB não consegue alterar o estatuto da CASSI

BB Não Consegue Alterar o Estatuto Da CASSI

 

Sindicato trabalhou pela rejeição da alteração ESTATUTÁRIA, por entender que prejudicaria os associados

 

A proposta do Banco do Brasil para alterar o estatuto da Cassi não foi aprovada pelos associados. O “sim” – pela aprovação – obteve 55.444 votos (51,31%), contra 49.577 “não” (44,98%). Foram computados 110.196 votos.

Como para aprovação de reforma estatutária ou de proposta de extinção da Cassi, o art. 73 do estatuto da Caixa de Assistência exige que 2/3 dos associados votem favoravelmente, não computados os votos em branco, a proposta do BB não foi aprovada.

 

O resultado da segunda consulta de proposta de alteração do estatuto da Cassi – que previa a quebra da solidariedade, não resolvia o déficit da Caixa, reduzia a responsabilidade financeira do banco e em contrapartida aumentava a do associado e instituía o voto de minerva para o diretor presidente da Cassi, indicado pelo BB –, mostra a necessidade de voltarmos à mesa de negociação objetivando uma solução negociada para o déficit financeiro, sem voto de minerva e sem redução da responsabilidade financeira do Banco do Brasil.

 

O Sindicato dos Bancários de Maringá, bem como todas as demais entidades filiadas à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Crédito (Contec) foram, desde a primeira consulta, contrários à alteração do estatuto. Já os sindicatos ligados à Contraf-CUT trabalharam pela aprovação.

 

“Fomos desde o primeiro momento contrários, pois entendemos que esta mudança no estatuto não resolve a questão deficitária da Caixa de Assistência, mas, apenas aumenta o poder do banco sobre a Cassi. O banco tem responsabilidade e não pode se isentar disso”, acrescenta o diretor Odilon Carlos de Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top