skip to Main Content

SINDICATO ATENTO E PRESTANDO TODA A ASSISTÊNCIA NO CASO POSITIVO DA COVID-19 NO ITAÚ DA VILA OPERÁRIA

SINDICATO ATENTO E PRESTANDO TODA A ASSISTÊNCIA NO CASO POSITIVO DA COVID-19 NO ITAÚ DA VILA OPERÁRIA

Desde a notificação do caso positivo para a Covid-19 na Agência Vila Operária do Itaú, nesta quarta-feira, 10/06, o Sindicato vem mantendo atuação firme junto ao banco para garantir o cumprimento de todas as medidas previstas nos protocolos de saúde para esta situação, bem como os demais pontos negociados com a Fenaban em relação a pandemia do coronavírus.

“O banco tomou as medidas necessárias até o momento, com o imediato afastamento de todos os funcionários, disponibilização do teste para todos e fechamento da agência para a higienização”, aponta o vice-presidente do Sindicato, Carlos Roberto Rodrigues, que também é presidente do Conselho Municipal de Saúde. A agência ficará fechada até no dia 25 deste mês.

Segundo Rodrigues, todos os funcionários da agência estão de atestado médico pelo prazo de 14 dias para o isolamento. “Importante destacar que o que vale é o atestado médico, que determina o prazo de afastamento sem nenhum prejuízo financeiro ao trabalhador”, aponta.

 

ASSISTÊNCIA

“Estamos acompanhando a situação da bancária positivo para a Covid-19, dando a assistência necessária, e faremos o mesmo com todos os demais trabalhadores da agência que porventura venham a testar positivo. Vamos monitorar e dar o suporte necessário”, frisa.

O vice-presidente do Sindicato orienta ainda que os bancários afastados devem tomar todos os cuidados nesse período de isolamento, evitando contato com outras pessoas, além de solicitar os cuidados para as demais pessoas com as quais mantive contato recente.

“Importante lembrar que quem está em isolamento, positivo para a doença, deve ficar atento aos sintomas. Procurar atendimento médico imediato se tiver dificuldade de respirar ou dor/pressão no peito”, explica.

 

MEDIDAS PREVENTIVAS

Vale lembrar que o Sindicato vem atuando com muito rigor durante todo esse período de pandemia, com foco na garantia da saúde e segurança do trabalhador bancário.

Entre as últimas medidas, o Sindicato realizou uma força-tarefa para verificar se os bancos públicos e privados estão cumprindo todos os protocolos de segurança, tanto das autoridades de saúde quanto dos itens negociados diretamente com os bancos, dentre eles a existência dos protetores de acrílico, separando o bancário do cliente, tanto nos caixas quanto nas mesas de atendimento presencial.

Foi constatado que alguns bancos, tanto públicos quanto privados, ainda não o anteparo de segurança. Imediatamente o Sindicato reivindicou a instalação de tais dispositivos. Algumas instituições já atenderam e outras estão providenciando.

 

A VIDA EM PRIMEIRO LUGAR

“Como já frisamos em diversas outras oportunidades, em primeiro lugar vem a vida. Por isso, desde o início estamos atuando com muita determinação para que os bancos adotem todas as práticas de segurança, do fechamento de agências, contingenciamento, afastamento de pertencentes aos grupos de risco, à disponibilização de equipamentos individuais, como álcool, máscara etc, higienização diária dos locais de trabalho, entre outras”, acrescenta o presidente Claudecir de Souza.

 

O presidente lembra que o Sindicato, juntamente a demais entidades bancárias, federação e Confederação, estão diariamente em contato com a Fenaban ou mesmo diretamente com os representantes dos bancos, sempre atento a todas as situações e na busca pela garantia dos direitos e segurança dos bancários.

 

CONFIRA ORIENTAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

 

Segue abaixo algumas orientações importantes, que reiteramos abaixo, para que os bancários tenham toda a segurança necessária nesta luta contra a Covid-19.

Quais são os sintomas da Covid-19

Os sintomas da COVID-19 podem variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa. Sendo os sintomas mais comuns:

  • Tosse
  • Febre
  • Coriza
  • Dor de garganta
  • Dificuldade para respirar

Como é transmitido

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de:
• Toque do aperto de mão;
• Gotículas de saliva;
• Espirro;
• Tosse;
• Catarro;
• Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

Diagnóstico

O diagnóstico da COVID-19 é realizado primeiramente pelo profissional de saúde que deve avaliar a presença de critérios clínicos:

  • Pessoa com quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, que pode ou não estar presente na hora da consulta (podendo ser relatada ao profissional de saúde), acompanhada de tosse OU dor de garganta OU coriza OU dificuldade respiratória, o que é chamado de Síndrome Gripal.
  • Pessoa com desconforto respiratório/dificuldade para respirar OU pressão persistente no tórax OU saturação de oxigênio menor do que 95% em ar ambiente OU coloração azulada dos lábios ou rosto, o que é chamado de Síndrome Respiratória Aguda Grave

Caso o paciente apresente os sintomas, o profissional de saúde poderá solicitar exame laboratoriais:

  • De biologia molecular (RT-PCR em tempo real) que diagnostica tanto a COVID-19, a Influenza ou a presença de Vírus Sincicial Respiratório (VSR).
  • Imunológico (teste rápido) que detecta, ou não, a presença de anticorpos em amostras coletadas somente após o sétimo dia de início dos sintomas.

O diagnóstico da COVID-19 também pode ser realizado a partir de critérios como: histórico de contato próximo ou domiciliar, nos últimos 7 dias antes do aparecimento dos sintomas, com caso confirmado laboratorialmente para COVID-19 e para o qual não foi possível realizar a investigação laboratorial específica, também observados pelo profissional durante a consulta.

Como se proteger

As recomendações de prevenção à COVID-19 são as seguintes:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, fique em casa.
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.
  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.
  • Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência.

Se eu ficar doente

Caso você se sinta doente, com sintomas de gripe, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos e fique em casa por 14 dias.
Só procure um hospital de referência se estiver com falta de ar.

Em caso de diagnóstico positivo para COVID-19, siga as seguintes recomendações:

  • Fique em isolamento domiciliar.
  • Utilize máscara o tempo todo.
  • Se for preciso cozinhar, use máscara de proteção, cobrindo boca e nariz todo o tempo.
  • Depois de usar o banheiro, nunca deixe de lavar as mãos com água e sabão e sempre limpe vaso, pia e demais superfícies com álcool ou água sanitária para desinfecção do ambiente.
  • Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos apenas para seu uso.
  • O lixo produzido precisa ser separado e descartado.
  • Sofás e cadeiras também não podem ser compartilhados e precisam ser limpos frequentemente com água sanitária ou álcool 70%.
  • Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária.

Caso o paciente não more sozinho, os demais moradores da devem dormir em outro cômodo, longe da pessoa infectada, seguindo também as seguintes recomendações:

  • Manter a distância mínima de 1 metro entre o paciente e os demais moradores.
  • Limpe os móveis da casa frequentemente com água sanitária ou álcool 70%.
  • Se uma pessoa da casa tiver diagnóstico positivo, todos os moradores ficam em isolamento por 14 dias também.
  • Caso outro familiar da casa também inicie os sintomas leves, ele deve reiniciar o isolamento de 14 dias. Se os sintomas forem graves, como dificuldade para respirar, ele deve procurar orientação médica.

Serviço de Saúde

Procure um serviço de saúde apenas se apresentar falta de ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top