skip to Main Content

Sindicato dos Bancários adere a Campanha Outubro Rosa

Sindicato Dos Bancários Adere A Campanha Outubro Rosa

 

“O câncer de mama está entre as principais causas de morte das mulheres. E sabemos que, na maioria das vezes, um gesto simples, como o autoexame, pode salvar a vida. Por isso, apoiamos esta campanha, reforçando um trabalho de conscientização junto as bancárias e também na sociedade em geral”, destaca o presidente do Sindicato dos Bancários de Maringá e Região, Claudecir de Souza, ao lançar a campanha.

Para reforçar a importância da campanha, que visa promover a conscientização sobre autoexame, mamografia e consulta periódica ao médico, Souza aponta números do Instituto Nacional do Câncer (Inca), apontando que o câncer de mama é o mais frequente entre as mulheres, com 60 mil casos.

Vale lembrar ainda que o câncer, em todas as suas manifestações, é a segunda causa de mortes no mundo. “A prevenção não se restringe somente ao câncer de mama ou ao público feminino. Adotar hábitos saudáveis, como atividade física, não fumar, não beber, evitar alimentos industrializados vale para todos os públicos”, acrescenta.

Como surgiu o Outubro Rosa

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. De acordo com o site outubrorosa.com.br, o nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. “Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama”, aponta.

 

Ainda conforme o site, a  história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org).

 

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros etc surgiu mais recentemente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top