skip to Main Content

 

Foi anunciado no dia 28/11 o resultado da votação da proposta de reforma Estatutária da Cassi. Dos 124.267 empregados que votaram em todo o país, 81.982 disseram “sim” à proposta e 39.608 votaram “não”; 1.516 optaram pelo voto nulo e 1.161 votaram em branco.

O nosso Sindicato e a Contec questionam esse resultado, uma vez que a contagem de votos não seguiu a determinação estatutária, que exige aprovação mínima de 2/3 dos votantes, excluindo votos em branco. Com base no Estatuto, para ser aprovada, a proposta, que obteve 81.982 votos “sim”, precisaria de 82.070 votos para atingir os 2/3 necessários – uma diferença de 88 votos. É o que prevê o art. 73º do Estatuto.

A Contec, no dia 29/11, protocolizou ofício na Presidência da Cassi e na Diretoria de Gestão de Pessoas do BB pedindo a impugnação do resultado da votação.

Diante dos questionamentos das entidades e de empregados que votaram contra a alteração estatutária, a Cassi divulgou nota ratificando o resultado da votação e reafirmando que usou o critério do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na contagem dos votos, que não contabiliza brancos e nulos.

Como pessoa jurídica de direito privado, a Cassi se submete exclusivamente ao seu estatuto social no tocante ao regramento de suas eleições e consultas internas, não cabendo ponderar nenhum dispositivo alheio à entidade, como a legislação eleitoral. Na realidade, houve mudança das regras do jogo, algo totalmente inaceitável.

Back To Top