skip to Main Content

Sindicatos cobram agilidade dos bancos no atendimento às demandas da categoria durante pandemia

Sindicatos Cobram Agilidade Dos Bancos No Atendimento às Demandas Da Categoria Durante Pandemia

Os bancos garantiram o atendimento a várias reivindicações do movimento sindical durante a quarta videoconferência, realizada nesta segunda-feira, 13/04, com a Fenaban.

Da extensa pauta, os bancos se comprometeram a pagar integralmente os salários e garantiram que os integrantes de grupos de risco para a Covid-19 terão a proteção mantida, permanecendo em home office, sairão de férias ou farão banco de horas.

Os três maiores bancos privados – Itaú, Bradesco e Santander – também garantiram a manutenção dos empregos durante o período de crise.

Informaram ainda que a vacina contra a gripe começa a ser distribuída, começando pelos grandes centros e centros administrativos até chegar a todas as agências.

Os negociadores da Fenaban se comprometeram a intensificar a distribuição de máscaras, instalação de proteção nos guichês e aquisição de máscaras de acrílico.

Para o presidente do Sindicato, Claudecir de Souza, é fundamental a manutenção deste diálogo permanente. “Durante estas reuniões apresentamos todas as reivindicações, todos os problemas enfrentados e cobramos a agilidade no atendimento”, aponta.

Afinal, segundo o presidente, são os representantes dos trabalhadores que estão no dia a dia, ouvindo a categoria, acompanhando, socorrendo, lutando, vivenciando o drama de cada um.

 

CONFIRA A PAUTA APRESENTADA PELO MOVIMENTO SINDICAL

1) importância do uso de máscaras pelos bancários que se encontram atendendo serviços essenciais;

2) necessidade de apoio da FENABAN para auxílio das autoridades públicas na organização das filas externas, para evitar aglomerações;

3) exigência de rigorosa limpeza/desinfecção dos teclados, maçanetas, torneiras, pisos, portas giratórias, mobiliário e todo o ambiente das dependências;

4) entrega de senhas para atendimentos, objetivando reduzir o número de pessoas nas filas;

5) destacou necessidade do mesmo tratamento dado ao grupo de riscos ao trabalhador que reside com alguém do grupo de risco;

6) pede que uso do banco de horas e férias sejam facultadas aos trabalhadores;

7) mais informações à sociedade e aos bancários da importância do destaque do trabalho dos bancários que estão se expondo para atender as atividades essenciais;

8) solicita tratamento de insalubridade ou periculosidade seja estendido aos bancários que estão se expondo para atender as atividades essenciais;

9) conveniência de redução excepcional da jornada do almoço objetivando reduzir o tempo de exposição dos bancários que estão atendendo os serviços essenciais;

10) necessidade de os bancos suportarem os salários dos bancários afastados em decorrência da pandemia;

11) alerta da proximidade dos períodos de epidemia de H1N1 e de Dengue, que se acumularão com a covid-19;

12) obrigação de buscarmos encontrar alternativas próprias, para não sermos pautados por MPs; e,

13) dever de encontrarmos alternativas para evitarmos efeitos de pressões feitas por segmentos que fazem propostas sem visão/preocupação com a sociedade como um todo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top