skip to Main Content

MOVIMENTO SINDICAL COBRA PROPOSTA PARA SAÚDE CAIXA, PLR E RESPEITO À JORNADA

MOVIMENTO SINDICAL COBRA PROPOSTA PARA SAÚDE CAIXA, PLR E RESPEITO À JORNADA

Em mais uma negociação entre representantes dos empregados e a Caixa, segunda-feira (24), no âmbito da Campanha Salarial dos Bancários 2020, o movimento sindical cobrou a apresentação de uma proposta global e reforçou a cobrança pelo respeito à jornada dos trabalhadores do banco público, com o fim do trabalho aos sábados. Além disso, a representação dos bancários enfatizou que os empregados da Caixa estão fazendo sua parte e exigem reconhecimento no pagamento da PLR, PLR Social, manutenção do Saúde Caixa e seu modelo de custeio.

Os empregados estão exaustos, com extrapolação de jornada, sobrecarga e níveis de estresse elevadíssimos. Estas condições estão adoecendo os trabalhadores da Caixa, que precisam ter sua jornada respeitada. Foi neste sentido a nossa cobrança pelo fim do trabalho aos sábados. Além disso, cobramos que os empregados que não registram jornada e que trabalharam aos sábados, como os gerentes gerais, recebam a remuneração pelo trabalho aos finais de semana ou tenham o direito à compensação. Esperávamos ainda uma proposta acabada em relação à PLR e PLR Social, mas os representantes do banco desconversaram. Segundo eles, obstáculos como o teto de 25% do que é distribuído em dividendos (previsto no estatuto da Caixa e resoluções do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais), que não permitiria na avaliação deles nem mesmo o pagamento da PLR modalidade Fenaban, estão sendo discutidos com o controlador, e nenhuma proposta foi apresentada.

O movimento sindical deixou claro que não aceitaremos retirada de direitos. Não vamos aceitar que o Saúde Caixa, o seu modelo de custeio, seja utilizado por Pedro Guimarães para manter a liquidez na Caixa, bancada pelos empregados, passando por cima dos direitos históricos. O empregado da Caixa está enfrentando jornadas de até 12 horas, cumprindo metas de 250%, arriscando a própria saúde. Cobramos sim avanços na PLR, PLR Social e o Saúde Caixa para todos, mantendo o atual modelo de custeio.

A PLR deverá voltar para a mesa de negociação nesta quarta-feira (26). Sobre o Saúde Caixa, os representantes da Caixa afirmaram que o banco está buscando alternativas de propostas para o plano e que o tema envolve também a Sest (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais).

Da rodada de segunda-feira com a Caixa, participou representando a Federação dos Bancários do Paraná e seus sindicatos filiados, o diretor Carlos Roberto Rodrigues. (Feeb/PR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top