skip to Main Content

Observatório Social de Maringá realiza reuniões ordinárias no Sindicato

Observatório Social De Maringá Realiza Reuniões Ordinárias No Sindicato

A equipe do Observatório Social de Maringá realizou, nesta quarta-feira, 22/01, sua reunião ordinária na sede administrativa do Sindicato. A organização ocupará a sala de reuniões, às quartas-feiras pela manhã, enquanto o espaço até então utilizado pelos voluntários no prédio da Associação Comercial (Acim) passa por reformas.

Para o presidente do Sindicato, Claudecir de Souza, é uma satisfação para a entidade sindical ceder o espaço para as reuniões semanais do Observatório Social. “O nosso Sindicato sempre apoiou esta entidade da sociedade civil organizada, que realiza um trabalho fantástico de combate a corrupção e em favor da transparência nas contas públicas. Por isso, é motivo de muito orgulho contribuir com este trabalho essencial”, aponta.

Como surgiu o Observatório

Motivados por esses escândalos de corrupção, com desvio de mais de R$ 100 milhões dos cofres do Município, e pela falta de ética e transparência na gestão dos recursos públicos, em 10 de julho de 2006, fundava-se a vice-presidência denominada Observatório Social de Maringá – OSM, na estrutura da SER – Sociedade Eticamente Responsável.

O Observatório Social de Maringá foi criado com o intuito de proporcionar à sociedade oportunidades que promovam a coesão social, por meio da transparência e zelo na gestão dos recursos públicos. Esta vice somou esforços no processo de sensibilização já existente na SER, com o objetivo de despertar a comunidade para a importância socioeconômica dos tributos e para a necessidade de um aumento na eficácia de sua aplicação. A importância do órgão foi rapidamente compreendida, sendo posteriormente estruturada uma equipe de trabalho e uma metodologia de acompanhamento dos gastos do município através das licitações.

Comitê gestor do OSM

O Observatório é composto por um grupo de profissionais de diversas áreas, como advogados, juízes, contabilistas, economistas, funcionários públicos federais e estaduais, empresários, estudantes e aposentados que são movidos por um mesmo ideal e todos isentos de filiação político partidária.

No início das atividades do Observatório Social de Maringá todos os voluntários passaram por treinamentos proporcionados pela CGU – Controladoria Geral da União e TCU – Tribunal de Contas do Estado do Paraná, que foram de fundamental importância para o entendimento dos procedimentos públicos, definindo assim que o foco seria as licitações.

A equipe do Observatório se reúne uma vez por semana para traçar metas de trabalho, que são discutidas e avaliadas por vários integrantes. Toda e qualquer informação levantada pelo OSM ou por denúncias da comunidade são analisadas pelo Comitê Gestor antes de qualquer procedimento. Essas reuniões garantem a segurança e confiabilidade na tomada de decisão e divulgação dos resultados.

A metodologia do OSM compreende três fases, que atendem desde a publicação do edital de licitação, a análise dos processos e a entrega do produto ou serviço. Na primeira fase é analisado o edital da licitação e, sendo necessário, é solicitado ao Poder Público a impugnação ou possíveis alterações. Após a conclusão de que o edital é transparente, o mesmo é divulgado para o maior número de empresas possível. Na segunda fase o foco se volta para o processo de licitação, principalmente para os preços, as quantidades e a qualidade dos produtos e/ou serviços adquiridos. Na terceira fase é feito o acompanhamento da entrega dos produtos ou serviços, e verificação (se o que foi ofertado na licitação é o que está sendo entregue). Ainda é feita a análise do controle de estoque e o efetivo consumo.

Disseminação dos Trabalhos

Em 2009 ao apresentar seu trabalho no 5º Concurso Experiências em Inovação Social, promovido pela Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (CEPAL), sagrou-se vencedor e teve seu trabalho recentemente publicado no livro: A Inovação Social das Políticas Públicas – Histórias de êxito na América Latina e no Caribe.

O reconhecimento que a premiação proporcionou vem gerando frutos, entre eles, diversos convites para apresentar o trabalho desenvolvido, como Colômbia, Estados Unidos, México, Uruguai e Chile. Recentemente integrantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) estiveram em Maringá para conhecer de perto o trabalho desenvolvido pelo OSM. O encontro proporcionou troca de experiências e a certeza de que o caminho a percorrer é longo, mas que os primeiros passos foram dados na direção correta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top