skip to Main Content

RESPEITO, SR. MINISTRO PAULO GUEDES, É O QUE EXIGIMOS!

RESPEITO, SR. MINISTRO PAULO GUEDES, É O QUE EXIGIMOS!

Claudecir de Souza

Inadmissível o que disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito do Banco do Brasil. Nossa reação, enquanto entidade de defesa dos trabalhadores bancários, é clara: repudiamos veementemente tal atitude e, além da denúncia pública, estamos acionando juridicamente o ministro e conclamamos demais entidades a fazerem o mesmo.

 

A frase de Guedes de que é preciso “vender logo a p*** do Banco do Brasil” foi revelada pelo Jornal o Globo, neste sábado, e aconteceu durante uma reunião ministerial no dia 22 de abril deste ano. O conteúdo daquela reunião inclusive é alvo de disputa judicial, após o ex-ministro Sérgio Moro afirmar que o presidente Jair Bolsonaro teria feito referências a interferência na Polícia Federal.

 

Exigimos respeito para com a história deste banco, que possui 211 anos de fundação. São mais de dois séculos promovendo o desenvolvimento econômico e social do nosso país. Trata-se de uma empresa pilar da nossa economia. Rentável, sólida, patrimônio essencial de todos os brasileiros.

 

Lamentamos e repudiamos a total falta de respeito do ministro para com os trabalhadores bancários, que são os responsáveis por tornar o BB um dos maiores bancos da América Latina. São altamente eficientes, focados, guerreiros, que enfrentam, a cada governo, a tentativa de interferência, de privatização, de desmantelamento.

 

Neste governo, além da tentativa de interferência, de venda do nosso patrimônio nacional, ainda há esse total escárnio para com o que é público.

 

Não, Sr. ministro, não aceitamos isso, não toleraremos isso. Somos uma entidade de luta, de defesa dos interesses dos trabalhadores bancários e também da sociedade. Esta fala não nos intimida, demonstra apenas que estamos no caminho certo ao defender, com todas as nossas forças, com todos os nossos meios, o Banco do Brasil.

 

Vamos à Justiça e iremos ainda mais longe se preciso for. Respeito, sr. ministro, é o que merece este banco, é o que merecem todos os funcionários do Banco do Brasil, é o que merece a sociedade brasileira.

 

Basta! Chega! Respeito!

 

Claudecir de Souza, presidente do Sindicato dos Bancários de Maringá e Região

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top